quarta-feira, junho 20, 2012

Figura humana II


Outra forma humana utilizada nos ornamentos é aquela de uma cabeça feminina cercada por uma palmeta, um feixe de plumas ou tecidos pendentes lateralmente. Às vezes, aparece com orelhas de boi e lembra a deusa egípcia Hattor e, nesse caso, combinada com uma lua, ou outro símbolo noturno. É um motivo antigo, frequente no século XVI, e tem destaque maior no começo do XVIII, quando é conhecida como espanholete.
Elementos que lembram esse ornamento são encontrados em edificações em Belém.

Batistério da Igreja da Sé, Belém, Pará
Foto: Domingos Oliveira, 2010

Casarão na Rua Gaspar Viana, Belém, Pará
Foto: Domingos Oliveira, 2011

Casarão na Rua 15 de novembro, Belém, Pará
Foto: Domingos Oliveira, 2011

Residência na Avenida Alcindo Cacela, Belém, Pará
Foto: Domingos Oliveira, 2011

Para algumas crenças, os anjos são espíritos puros, assexuados, intermediários entre Deus e a humanidade. A partir da idade paleocristã, foram representados, em geral, como rapazes alados e com auréola luminosa e, no Renascimento italiano, também em forma de meninas. Cabeças de anjos com asas, cabeças de jovens com uma auréola, foram utilizadas, primeiramente, no estilo Bizantino. No Renascimento italiano, as figuras angelicais apareceram nos frisos e arcos, nos medalhões e nas molduras. Muitas vezes, ocorreram em túmulos e são muito utilizados na moderna decoração eclesiástica.

Detalhe de um retábulo na sacristia da Igreja de Santana, Belém, Pará
Foto: Domingos Oliveira, 2007

Detalhe do frontão de uma residência na Travessa Doutor Moraes, Belém, Pará
Foto: Domingos Oliveira, 2011

Ainda a respeito do uso das figuras angelicais como ornamento ver os exemplos a seguir, no Cemitério da Soledade, no centro da cidade.
Cemitério da Soledade, Belém, Pará
Foto: Domingos Oliveira, 2011

Cemitério da Soledade, Belém, Pará
Foto: Domingos Oliveira, 2011

A utilização de platibandas nas edificações de Belém, a partir do século XIX, propiciou a utilização de variados elementos ornamentais dentre eles as figuras humanas representadas em sua totalidade ou apenas sob a forma de bustos.
Bustos no frontão de uma residência na Rua 16 de novembro, Belém, Pará
Foto: Domingos Oliveira, 2011

Estátua sobre platibanda na Rua Senador Manoel Barata, Belém, Pará
Foto: Domingos Oliveira, 2011

Estátua sobre platibanda na Rua Senador Manoel Barata, Belém, Pará
Foto: Domingos Oliveira, 2011

Estátua sobre platibanda na Rua Santo Antônio, Belém, Pará
Foto: Domingos Oliveira, 2011 
______________
Fontes:

MEYER, Franz Sales. A handbook of ornament. New York, The Architectural Book Publishing Company, 1920?. Disponível em:  http://ia331434.us.archive.org/1/items/handbookoforname1900meye/handbookoforname1900meye.pdf> Acesso em: 25 jul 2010.

OLIVEIRA, Domingos Sávio de Castro. O vocabulário ornamental de Antônio José Landi: um álbum de desenhos para o Grão Pará. 2011. 227 p. Dissertação (Mestrado em Artes). Instituto de Ciências da Arte da Universidade Federal do Pará, Belém, 2011.

4 comentários:

  1. Interessantíssimo o seu trabalho, Domingos; atentar aos pormenores arquitetônicos é de muita relevância.

    Fiz uma boa leitura vertical da sua página e gostei muito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, professora, pela visita e comentário.

      Excluir
  2. Olá Domingos, seu blog é repleto assuntos relacionado a arquitetura clássica eu sou de capanema ainda não tive a oportunidade de conhecer rica arquitetura do centro de Belém, mais prometo que vou conhecer. E uma pena não ter continuado com o projeto do blog sei que Belém tem muita coisa pra ser mostrado por olhos bem atento você parabéns

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Clayton, pela visita.
      E procure conhecer Belém.
      Vale a pena.

      Excluir